:::
Geral
14/04/2019

Oficina na Uncisal oferece inclusão de idosos ao universo da tecnologia


Por:  Texto de João Roberto Andrade
Ascom Uncisal
Monitor Thales Luís acompanha a evolução da aluna Lúcia de Fátima durante a oficina
Monitor Thales Luís acompanha a evolução da aluna Lúcia de Fátima durante a oficina
Ascom Uncisal
Monitora Bárbara Camila auxilia as idosas durante oficina
Monitora Bárbara Camila auxilia as idosas durante oficina
Ascom Uncisal
Idosos participam de oficina e aprendem sobre novas tecnologias e redes sociais
Idosos participam de oficina e aprendem sobre novas tecnologias e redes sociais

Curso faz parte do Programa de Extensão Universidade Aberta à Terceira Idade (Uncisati)


Pioneiro em Alagoas, o programa de Extensão Universidade Aberta à Terceira Idade (UncisaTI), da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), tem mudado a realidade de muitos idosos quando o assunto é a inclusão no universo da tecnologia. Todas as quinta-feiras, um grupo de 25 pessoas com idades acima de 60 anos se reúne para aprender um pouco da área que vem dominando o mundo. Eles são alunos da oficina de Redes Sociais e Tecnologias Móveis para o Idoso, ministrada pela professora Cynara Maria Santos.

A oficina de tecnologia é uma das mais procuradas dentro do programa de extensão. De acordo com a professora Cynara Maria, a ideia da oficina é incluir o idoso no mundo digital para que ele se sinta inserido no cotidiano da família e da sociedade

“Percebemos que era uma comunidade que necessitava ser incluída digitalmente. A adesão é alta e conta até com lista de espera. Hoje, as redes sociais deixaram de ser um modismo e se tornaram uma necessidade, uma nova forma de se comunicar. A gente percebe que mudamos a vida desses idosos com essa oficina, pois ela ajuda a resgatar a autoestima. Eles se sentem atualizados, podem tirar fotos e se comunicar mais com seus familiares, principalmente os que estão distantes”, afirma a professora.

Para Cynara Olegário, o smartphone deixou de ser apenas mais um objeto para os idosos e se tornou um importante artefato de comunicação e interação para essa parte da população.  “Hoje, as redes sociais deixaram de ser um modismo e se tornaram uma necessidade, uma nova forma de se comunicar. Antes eles subutilizavam o aparelho. Hoje, os smartphones desses idosos se tornou um meio onde podem compartilhar se dia a dia. Isso ajuda a diminuir os índices de depressão entre eles”, relata.

APRENDER

A aposentada Creuza Gomes Toledo, de 79 anos, é veterana na oficina. Ela participou da primeira turma de Redes Sociais em 2015 e  conta que aprendeu muito com as aulas e, após anos, sentiu saudades e decidiu retornar para a Uncisati.

“Achei que deveria voltar para aprender novas coisas, com novos aplicativos. Aprendi a enviar mensagem, efetuar pagamentos pelo celular, enviar fotos, mexer no Instagram etc. Tudo isso foi gratificante. Meu contato com meus familiares aumentou bastante”, conta.

Já Lucia de Fátima, 61, é uma novata. Participou do curso de meditação e conta que ficou encantada. “Vim através de uma colega minha. Eu não sabia muita coisa sobre redes sociais, e aqui nas aulas pude aprender muitas coisas. Para mim foi maravilhoso, cada dia aprendo algo a mais. Hoje aprendi sobre como enviar minha localização e colocar foto de perfil no Whatsapp”, disse.

ENSINAR

A oficina possui 14 monitores, que se dividem em rodízios para acompanhar os idosos, e para ensinar um pouco a eles sobre as redes sociais. Barbara Camila Barbosa, 26, acadêmica de Gestão Hospitalar, é uma das alunas da Uncisal que acompanham os idosos nas aulas.

Ela conta que o principal ensinamento é a interação que os monitores constroem com o público idoso. “Exercitamos a nossa escuta e a nossa paciência, pois cada um deles tem um ritmo diferenciado, por isso, à medida que nós ensinamos, temos um ensinamento muito específico para cada caso”, relata.

O graduando do 4º ano de Enfermagem,Thales Luís dos Santos, 20, conta que sua percepção sobre pessoas idosas mudou após participar como monitor nessa oficina da Uncisati. “Nós monitores aprendemos a ter um carinho a mais pelas pessoas da terceira idade. Além disso, trabalhamos em nós mesmos a nossa capacidade de transmitir o conhecimento. Desenvolvemos áreas que não tínhamos explorado ainda. Levamos para nossa vida profissional, uma mudança pessoal, pois o que são pequenas coisas para nós, para eles é uma grande descoberta. Isso nos transforma, renova nossas energias”, conta.

A OFICINA

As aulas ocorrem às quintas-feiras, das 14h às 16h, na sala 116 (localizada no primeiro andar do prédio sede da Uncisal). Além daentrega de certificados, é realizada formatura para todos os formandos das oficinas que compõem a Uncisati.

Os idosos que queiram participar precisam se inscrever após a abertura do Edital, que ocorre todo início do ano. Já os acadêmicos devem se inscrever por meio do Edital de Monitoria, por meio da realização de uma prova.

A UNCISATI

A Universidade Aberta à Terceira Idade da Uncisal é um projeto pioneiro no Estado de Alagoas. Iniciou as primeiras turmas em agosto de 2006. Oferece anualmente aproximadamente 300 vagas para maiores de 60 anos, distribuídas entre o curso “Envelhecimento Ativo” e diversas Oficinas de habilidades, como: alongamento, bijuteria, bordados, espanhol, informática, meditação, pintura, ponto cruz, tecnologias móveis e tantos outros. Além disso, a Uncisati enaltece a missão da Universidade de integração do ensino, pesquisa e extensão.


Anteriores
1 até 30 de 1266
  Próximo »  

ASSISTA AO VIVO
PUBLICIDADE

Divulgue sua marca aqui
Nosso foco é o seu crescimento, sua empresa
Sua marca aqui
Venha crescer com a gente
Aparaça aqui, divulgue sua marca. vem com a gente
sua marca aqui
Sua marca aqui
PMPA UTI
PMPA
PMPA
PMPA UTI
Alpha
PMPA UTI
Todos os direitos reservados - 2016