:::
Política
06/10/2018

Câmara de Delmiro celebra Outubro Rosa com sessão solene


Por: Assessoria de Comunicação CMDG



Iniciativa da vereadora Fabíola Marques reuniu mulheres de diversos segmentos da comunidade e convidados, na noite da sexta-feira (5), que ouviram palestras e a apresentação da Orquestra Tenente José Nicácio.

 

Uma grande onda cor-de-rosa tomou conta da Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia na noite da sexta-feira (5), quando foi realizada a sessão solene em alusão ao Outubro Rosa. A iniciativa da vereadora Fabíola Marques reuniu mulheres de diversos segmentos da comunidade, que ouviram palestras e depoimento da luta contra o câncer.

Abrindo a celebração, a Orquestra Tenente José Nicácio fez uma apresentação em frente a Casa Legislativa, reunindo o público que transitava no calçadão. Os músicos encantaram os presentes com belas canções de grandes artistas da MPB, sob a regência do maestro Dário.

Após a apresentação musical, o grupo de mulheres e convidados se dirigiram ao plenário para a solenidade. A reunião foi conduzida por Fabíola, que é a 1ª vice-presidente da Casa e assumiu a presidência. O vereador Geraldo Xavier e o ex-vereador e ex-presidente da Câmara, Valdo Sandes, também compuseram a mesa. O grupo Mulheres Guerreiras de Alagoas foi o convidado especial da noite, reunindo as mulheres que fazem ou passaram pelo tratamento de câncer.

Foram convidadas para palestrar a Assistente Social Elisberlânia Correia; a enfermeira Marta Tenório; a coordenadora da ONG Fios de Anjos, Micaela Holanda, e a funcionária pública, Claudinete Gomes, que representou o grupo Mulheres Guerreiras.

Ao iniciar os trabalhos, a vereadora Fabíola ressaltou a felicidade em poder reunir o público presente. “Esta Casa Legislativa não poderia deixar de realizar essa sessão solene, que fala de um assunto de extrema importância para a comunidade como um todo, que a prevenção e o combate ao câncer de mama. Como porta voz das mulheres delmirenses, tenho muita satisfação em reunir seleto grupo para alertar da importância em nos juntarmos para nos solidarizarmos ao apoio que várias instituições em nosso Estado prestam a estas pessoas”, frisou a vereadora.

Ela falou ainda sobre a cor rosa, que simboliza o movimento na luta contra o câncer. “A cor rosa significa romantismo, ternura, ingenuidade, beleza, pureza, fragilidade e delicadeza, atributos que as mulheres possuem em maior ou menor intensidade. É uma cor ligada ao amor, à sensualidade e à sedução, portanto, nada mais acertado do que o laço símbolo ser dessa cor, sendo a ligação da mulher com a vida, e o porta voz deste mês de tamanha relevância para este grupo da sociedade”, ressaltou Fabíola.

Em sua fala, o vereador Geraldo Xavier lembrou que a luta contra o câncer não é apenas das mulheres, mas da sociedade como um todo. “Essa causa não é só delas, é nossa, é de toda a sociedade. Temos sempre que tratar uma mulher com respeito e amor e quando você se depara com uma mulher que tem essa doença, você tem que venerá-la. Nunca tivemos tantos casos como estamos vivenciando nos últimos 50 anos, por isso que afirmo que esta luta é nossa”.  O vereador falou sobre o momento enfrentado pela esposa, que está em tratamento em São Paulo. “Tenho certeza que ela vai vencer e todas vocês vencerão”, disse emocionado, dirigindo-se às Mulheres Guerreiras. 

Em seguida, a assistente social Elisberlânia Correia falou sobre O Fortalecimento dos Vínculos Familiares na Descoberta do Câncer.  Ela ressaltou a importância da família na vida das mulheres que enfrentam o tratamento. “A cura do câncer não se determina apenas com a quimioterapia ou radioterapia, mas muito mais na questão emocional, por meio do apoio da família e dos amigos. As mulheres com câncer não precisam apenas de doutores, mas de um abraço – ele sara em todo e qualquer momento”, falou Elis. “O aconchego da família é fundamental no processo da cura”, enfatizou.

A enfermeira Marta  Tenório falou sobre os cuidados para a prevenção, a importância da realização do autoexame e dos exames de rotina, os tipos de câncer de mama e o tratamento. “As mulheres precisam se conscientizar da importância do autoexame, dos exames preventivos, a mamografia uma vez por ano, porque é comprovado que um câncer descoberto no início tem 90% de chance de curam. Sabemos que o tratamento é doloroso, mas é preciso ser forte e resistir até o final, porque ele cura”, frisou a enfermeira. Ela alertou ainda sobre os casos de câncer de útero, que têm crescido bastante e é preciso estar alerta.

Micaela, da ONG Fios de Anjos, ressaltou a importância do resgate da autoestima com o uso de perucas. A sua instituição, que tem a sede em Delmiro Gouveia, doa perucas a mulheres em tratamento que perderam o cabelo. Ela falou sobre a volta da autoconfiança da mulher ao usar a peruca. “A peruca não é só um acessório, é a mão de Deus na cabeça das pacientes”, disse. Ela falou da trajetória da ONG e como são produzidas as perucas, desde da coleta do cabelo até a sua confecção final. Micaela reforçou ainda que a ONG produz perucas infantis, com o cabelo da personagem preferida das meninas.

Fechando o ciclo de palestras, a funcionária pública Claudinete, conhecida como Cláudia, que teve câncer de mama, deu o seu depoimento sobre a descoberta da doença e o seu tratamento. Emocionada, ela falou que o apoio da família e amigos são fundamentais. “Estou aqui hoje por causa do tratamento, mas, acima de tudo, por causa da minha fé. Foram dias muito difíceis, pensei que não ia conseguir, mas hoje estou aqui para contar minha história e dar força para as que ainda estão na caminhada. Não é fácil receber um diagnóstico de nenhuma doença, imagina de um câncer de mama, mas o que eu tenho que dizer aqui para todas vocês é que não percam a esperança e nem a fé. Vão ao médico, não abandonem o tratamento porque o câncer de mama tem cura, e nós das Mulheres Guerreiras somos a prova disso”, disse.

O ex-vereador e ex-presidente Valdo Sandes também fez a sua explanação. Ele parabenizou a vereadora Fabíola pela iniciativa e reforçou o papel da Casa Legislativa no que diz respeito à discussão do orçamento para que seja destinado verba para o tratamento da doença. “Vocês que fazem parte do grupo de Mulheres Guerreira, especialmente, venham a esta Casa discutir com os vereadores para que sejam destinados recursos do orçamento para o tratamento do câncer. De nada adianta a construção de praças se não há verba suficiente para tratar essa doença”, frisou Valdo.

Ao encerrar a Sessão Solene, a vereadora Fabíola agradeceu a presença de todos e ressaltou que em seu gabinete há informações dos direitos constitucionais das pessoas portadoras de câncer. “Muito obrigada a todos que estiveram aqui nesta noite tão significativa. Estamos juntas nesta luta para a prevenção e combate ao câncer de mama. Que não somente o mês de outubro seja rosa, mas todos os meses e dias das nossas vidas”, declarou.  “Agradeço a todos que contribuíram para que esse momento fosse possível”, concluiu.

Ainda estiveram presentes à solenidade representantes do Lions Clube, a coordenadora de enfermagem da UPA, Michelle Fortes; a coordenadora e o coordenador da Atenção Básica Municipal, Lídia Vieira e Wanderson Santos, respectivamente;  a professora Jane Cleide Santos; representante da Casa dos Conselhos, Alderiva Santana; representante do Instituto de Identificação, Janaína Firmino; servidores da Casa Legislativa, servidoras da rede de saúde e educação municipal, e público em geral.   


Anteriores
1 até 30 de 87
  Próximo »  

ASSISTA AO VIVO
PUBLICIDADE

Nosso foco é o seu crescimento, sua empresa
Divulgue sua marca aqui
Sua marca aqui
Venha crescer com a gente
Aparaça aqui, divulgue sua marca. vem com a gente
Sua marca aqui
sua marca aqui
PMDG
Prefeitura Paulo Afonso
PMDG
Atitude muda o rumo do seus negocios
Alpha
Todos os direitos reservados - 2016